CUIDADO COM O USO DAS PALAVRAS PARÔNIMAS E HOMÔNIMAS. NÃO CONFUNDA!

Na língua portuguesa, há palavras que apresentam semelhanças de natureza diversa: na escrita (por exemplo, senão e se não) ou na pronúncia ( concerto e conserto). Há também palavras que, apesar de bem diferentes na escrita e na pronúncia, apresentam semelhanças semânticas (de sentido) sutis, apenas perceptíveis em contextos mais amplos.

Se, por um lado, a troca de uma palavra por outra torna imperfeito o ato da comunicação, criando situações dúbias ou embaraçosas; por outro, quando se conhece o verdadeiro significado e o emprego mais adequando dessas palavras e expressões, a comunicação entre as pessoas torna-se mais clara, mais direta.

Conhecer as sutilezas que envolvem o vocabulário da nossa língua é um dos meios para alcançar melhores resultados na comunicação cotidiana, profissional e pessoal.

Leia o texto “A ESTÓRIA DO BURRO QUE NÃO ERA HISTÓRIA” e reflita sobre isso. Depois, deixe seu comentário.

A ESTÓRIA DO BURRO QUE NÃO ERA HISTÓRIA
Texto adaptado por Jacqueline Andrade

Há cerca de um ano, houve um acidente com o burro de um camponês, que caiu num poço. Não chegou a se ferir por conta do incidente, mas não balançava a cauda e seu suor parecia calda, e nem podia mais sair dali por seus próprios meios.

Por isso, o animal chorou cerca de duas horas fortemente naquele estádio, enquanto o cavaleiro pensava no que fazer. Finalmente, o descargo: o cavalheiro tomou uma decisão cruel: concluiu – o desencargo - que o burro já estava muito velho e que o poço já estava mesmo seco, precisava ser tapado de alguma forma. Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o burro de dentro do poço. Russo foi chamar seus vizinhos todos ruços a fim de ajudá-lo a enterrar vivo o burro. Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço. O burro intimorato não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele, e chorou esbaforido e espavorido. Porém, para surpresa de todos, o burro quietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou. O camponês, finalmente, olhou estático para o fundo do poço e, extático, surpreendeu-se com o que viu. A cada pá de terra que caía sobre suas costas o burro a sacudia, dando um passo sobre esta mesma terra que caía ao chão. Assim, em pouco tempo, todos puderam espiar como o burro, esperto e experto, deixou de expiar, conseguindo chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e fluir dali válido e fruir de ter sido valido.

A vida vai lhe jogar muita terra, todo o tipo de terra. Principalmente se você já estiver dentro de um poço. O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e ascender sobre ela. Devemos acender todo pensamento negativo. Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos. Use a terra que te jogam para seguir adiante.
Recorde as 5 regras para ser feliz. Preito aos vencedores.
1- Liberte o seu coração do excesso do mal
2- Liberte a sua mente do pleito
3- Siga sua vida intemerato
4- Dê mais e espere menos, o mau da vida é viver
5- Ame mais afim de

Curioso, não é? Pois é…devemos tomar cuidado com as armadilhas da língua portuguesa.

Até a próxima.

Profa. Jacqueline Andrade

4 Responses to “É assim que se escreve: parônimos e homônimos”
  1. higor morais says:

    Esse texto é ótimo profa Jacqueline andrade, até a próxima

  2. Roseli de Freitas Carrijo says:

    O texto é muito bom.
    Ele nos permite enfatizar e mostrar claramente a importância do uso correto das palavras homônimas e parônimas.

  3. Zenaide Mota says:

    O texto é muito bom, professora Jacqueline Andrade. Ele nos faz refletir um pouco sobre o nosso português e a nossa comunicação, ou seja, o cuidado que devemos ter ao expressarmos.

  4. gildeci says:

    Adorei o texto “A ESTÓRIA DO BURRO QUE NÃO ERA HISTÓRIA”. Ele será útil pois estou trabalhando com a turma de 7ª série e vou levá-lo para que eles possam ler, logo após farei atividade sobre o assunto.
    até a proxima.

Leave a Reply

Protected by WP Anti Spam